Folias juninas brilham no arraial

  •  
  •  

FOLIAS JUNINAS BRILHAM NA PRAÇA MARIA ARAGÃO GRUPO FOLIÕES E AFORA OMINIRÁ COMEMORAM 22 ANOS DE FOLIAS JUNINAS Uma viagem por danças e ritmos da cultura popular do Maranhão. Trabalho resulta das oficinas e ações de pontos de cultura Mais uma linda apresentação do espetáculo Folias Juninas, com os grupos Foliões, Afro Omnirá e Boi Encanto da Ilha. Dessa vez, foi na Praça Maria Aragão, na terça-feira à noite. O público dançou, cantou e aplaudiu os 100 integrantes do festivo elenco, revezando-se no palco em deliciosa viagem pelos sotaques do bumba-meu-boi (com homenagem especial ao Mestre Humberto de Maracanã e ao músico e cantor Papete), baião, coco e tambor de crioula. Foram homenageados, também, os produtores culturais e radialistas José Raimundo Rodrigues e Frank matos, esse último o apresentador oficial do Arraial da Maria Aragão. Os personagens do bumba-meu-boi invadiram o palco, num colorido de vida a alegria. Destaque para a beleza e a graciosidade das índias guerreiras. Todos os sotaques foram homenageados e o público foi à loucura. Depois, o baião tomou conta do palco, com direito a dança de casais e arrasta-pé. O clima esquentou com a dança do coco, e ferveu ainda mais com as pungadas e a batida do tambor de crioula. Terminando a festa, mas toadas de bumba-boi, dessa vez com a presença do cantador Waldete cabeça Branca, do Boi de Maracacã. As atenções agora se voltam para o fim de semana. No dia 24, o elenco estará dividido. Parte segue para apresentações em cidades do interior maranhense (de sexta a sábado) e parte permanece em São Luís. Na capital, às 19h abre a programação da noite da Vila Junina. Depois, seguem para o Ipem-São Cristóvão. No dia 26, às 22h, será a vez do Largo de São Pedro, na Madre Deus, se encantar ao som dos ritmos, danças e sotaques do São João maranhense. Nessa noite, haverá a participação mais que especial do Grupo Gamar. Folias Juninas denomina tanto o espetáculo coordenado pelo Grupo Foliões (esse ano com a participação do Bloco Afro Ominirá) quanto ao projeto que realiza atividades, oficinas e ações socioculturais, com apoio do ponto de cultura Bordados e Encantarias do Maranhão. O projeto fornece suporte, também, a trabalhos desenvolvidos pela dança portuguesa Raízes de Portugal, Baile de Caixa, Grupo Gamar, Companhia Táculo e Cultural Y-Bacanga. PONTOS DE CULTURA O elenco principal do espetáculo Folias Juninas (formado por 100 artistas, que se revezam no palco) promete fazer bonito uma vez mais, convidando o público para uma deliciosa viagem pelos sotaques do bumba-meu-boi, dança do coco, tambor de crioula, cacuriá, baião e quadrilha. Composições de William Moraes Corrêa, Waldete Cabeça Branca, Gersinho Silva, Ribão D´Oludô, Luismar, Wallace Godinho, João Marcus, Gerude e Israel Silva. A base é formada por artistas dos grupos Foliões e Afro Omnirá, através do intercâmbio de seus pontos de cultura, além dos Bumba-boi Encanto da Ilha e do Baile de Caixa. O projeto visitará, também, a Vila Junina, além de comunidades da Ilha. Depois, no 26, a folia toma conta da Madre Deus, mais precisamente no Largo de São Pedro, às 22h. O espetáculo contará com a participação superespecial do Grupo Gamar e seu Baião de Seis. Na ocasião, haverá uma homenagem superespecial ao saudoso Mestre Walmir, fundador do Bloco Os Foliões, falecido no dia 27 de junho de 2010. A grande novidade esse ano será a presença mais que especial do Bloco Afro Omnirá, que passa a integrar o projeto com seu vasto repertório de danças afro-brasileiras. A exemplo dos Foliões, o Omnirá também se destaca como vitorioso ponto de cultura, realizando ações sociocultuais em comunidades da capital maranhense durante o ano inteiro. As atividades do Grupo Foliões são a base dos projetos socioculturais da entidade Os Foliões, reforçadas pelo ponto de cultura Bordados e Encantarias do Maranhão. Ao longo do ano, várias ações e parcerias são desenvolvidas em diversos bairros e comunidades de São Luís em diversos gêneros artísticos, com atividades voltadas principalmente para crianças e o adolescente. O espetáculo Folias Juninas existe desde 1994, ano do surgimento do Grupo Foliões. O trabalho destinava-se à turnê pelos Estados Unidos e Canadá. Em 1999, o trabalho entrou na grade oficial do São João maranhense, de onde não mais saiu. Trata-se de uma mescla de danças e ritmos da cultura popular maranhense, em especial o bumba-meu-boi e seus personagens. Esse ano, o trabalho fará uma homenagem especial ao cantador Humberto de Maracanã e ao músico Papete. Ambos tiveram uma grande proximidade junto ao Bloco Os Foliões e suas extensões. Inclusive, o cantador Waldete Cabeça Branca, do Boi de Maracanã e amigo próximo de Humberto, participa ativamente das Folias Juninas. Inicialmente, a nomenclatura Folias Juninas identificava somente o espetáculo multirrítmico do Grupo Foliões. A partir de 2014, passou a denominar um projeto ainda maior, que visava reunir outras > entidades artísticas para a produção de oficinas e espetáculos durante o ano maior. O grupo já realizava oficinas, ações e intercâmbios desde 2014, mas as Folias Juninas passaram a se concentrar em trabalhos exclusivo do ciclo junino. Vale destacar que o Bloco Os Foliões completou 40 anos de fundação em maio. A história toda teve início com o saudoso Mestre Walmir Moraes Corrêa e seu irmão Waldete Moraes Corrêa (Cabeça Branca). Já o Grupo Foliões possui 22 anos.

plantão i

    facebook